São Paulo - A mudança no hábito do consumidor observada nos últimos anos contribui para inovações da indústria de diversos segmentos. Dos coadores de

São Paulo - A mudança no hábito do consumidor observada nos últimos anos contribui para inovações da indústria de diversos segmentos. Dos coadores de pano aos sachês, o mercado cafeeiro, que neste domingo celebra o Dia Nacional do Café, destaca uma tendência mundial ao oferecer ao público opções de misturas, ou blends, de cafés em cápsulas.

Para o sócio-proprietário do Café do Centro, Rodrigo Branco Pires, a opção se tornou uma maneira para entregar na casa do cliente um café de qualidade. "Os apreciadores da bebida não possuem o suporte de um estabelecimento da área para apreciar um produto do modo adequado. As cápsulas ganham espaço pela variação e comodidade oferecidas ao consumidor", destaca o empresário da marca que completará 100 anos em 2016.

Com produção oriunda de seis regiões brasileiras, entre elas o Cerrado Mineiro e Alta Mogiana, a marca lançou no último mês de abril sua primeira linha de produtos em cápsulas, com preço média de R$ 1,40 (a dose) que podem ser encontrados nos melhores restaurantes, hotéis e pontos food service do País.

Trata-se da Café do Centro Gourmet; Astro Mescla; Astro Bourbon e Astro Eco Descafeinado com cápsulas compatíveis com as máquinas de café espresso disponíveis no mercado. "É um produto premium, que conta com processo de produção diferenciado. Agora o consumidor pode apreciar um bom café gourmet", destaca. O empresário destaca que este é um mercado promissor: "O consumo fora de casa não para de crescer. O brasileiro começou a apreciar o bom café com as viagens internacionais realizadas no últimos tempos. Toma café brasileiro de qualidade fora do País", conclui.

Sempre com novidades

Com fazendas na cidade de Pedregulho, interior paulista, região da Alta Mogiana, o Octavio Café também aposta na opção para oferecer aos clientes o café de qualidade.

"O brasileiro tem o hábito de tomar o café espresso. A cada dia as pessoas deixam de lado o tradicional cafezinho coado e partem para as cápsulas", diz a coordenadora de qualidade da marca, Tabatha Creazo.

Os primeiros perfis de sabor foram escolhidos entre os mais de 20 itens produzidos nas fazendas da marca.

A novidade destaca cinco versões, contemplando um frutado, dois balanceados e dois intensos, com inspiração em pedras preciosas: Topázio Imperial, Rubi, Ametista, Esmeralda e Safira. O preço da caixa com 10 cápsulas é de R$ 18 e pode ser encontrado na butique da cafeteria e também em empórios. "A cápsula mostra que tem cafés diferentes, com torras diferenciadas, com uma intensidade maior", frisa a profissional.

Compartilhe essa página
we.digi - agência digital
Copyright © 2017 Todos os direitos reservados: GRUPO SOLPANAMBY